• RSS
  • Facebook
  • Twitter
Comentários

É incrível, aliás, é um absurdo o nível de falta de respeito com o próximo, com a natureza e consigo mesmo, a falta de consciência ambiental de certas pessoas. Hoje pela manhã no meu trajeto para o trabalho às 07h30min numa avenida de grande circulação em Goiânia deparei-me com um cidadão com uma atitude que me chamou a atenção para um problema que as pessoas ainda insistem em fazer. Desperdício de água. O camarada lavava, ou melhor, varria a calçada com um jato d’água que escorria ao longo da via. Infelizmente ainda hoje, século XXI em meio a tantos acessos a informação, campanhas, apelos de ONG’s, governo, mídia, etc., pessoas fingem não saber ou não querem entender que todos nós dependemos da água todos os dias.
Pensando em problemas como este, a UNESCO (Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura das Nações Unidas) decidiu institui o dia mundial da água (22 de março) a fim de conscientizar e sensibilizar o poder público, a comunidade, o indíviduo, para a importância da preservação desse bem tão importante e cada vez mais escasso. Segundo artigo publicado no site natureba.com.br:
“Setenta por cento da superfície do planeta é coberta por água. Quase toda a água que existe na Terra (97,5%) é salgada e está nos oceanos, sendo imprópria para o uso agrícola e industrial. (UNESCO).
Apenas 2,5% da água do nosso planeta é doce e a maior parte está em geleiras.
Menos de 1% de toda a água que existe é própria para consumo do homem e está nos rios, lagos e lençóis subterrâneos (difícil acesso).”
E ainda de acordo com o texto publicado no site do Natureba, o alto consumo de água por meio doméstico gera uma grande quantidade de esgoto, o qual se não for tratado polue os rios e córregos. Em face a essa situação, o Brasil se coloca como o maior desperdiçador de água potável do mundo, o que continua sendo um absurdo mesmo ele tendo a maior reserva de água doce do planeta, é preciso haver mais conservação dos recursos hídricos e economia de água em todos os sentidos.
Estabelecido o dia mundial da água, os estados foram convidados a dedicar este dia, conforme o contexto e a realidade de cada um, a promoção da conscientização e sensibilização pública por meio de conferências, seminários e campanhas em geral. Cabe, então, as autoridades a viabilização e execução de programas de educação ambiental e cabe, principalmente, a cada indíviduo fazer a sua parte para o bem da humanidade, da natureza e para o seu próprio bem, não ficar esperando somente pelas ações do poder público e nem ficar esperando pelo dia mundial da água para utilizar adequadamente a mesma.
Diante da necessidade explícita de mudarmos os nossos comportamentos com relação ao uso da água de uma forma geral, podemos começar deixando de lado a preguiça e realizar atitudes simples que farão uma grande diferença no modo de vida em sociedade, acreditamos que, com a cooperação de todos, todos serão beneficiados.
Segue a baixo algumas dicas de mudança de hábitos relacionadas ao uso adequado e consciente da água: extraído do site http://www.sesisp.org.br/agua/telas/dicas.asp


No Banheiro:
Feche a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba. Uma torneira aberta pode consumir, por minuto, até 2,4 litros (numa casa) ou 16 litros (num apartamento).
Tome banhos rápidos. A cada minuto no banho você gasta de 3 a 9 litros.
Regule as válvulas de descarga.
As convencionais usam cerca de 40% de toda a água de uma casa ou escola.
Cada segundo que uma pessoa permanece com o dedo na descarga são 10 litros de água desperdiçados.
Na cozinha:
Limpe bem os pratos e panelas e jogue os restos de comida no lixo.
Deixe a louça na água para facilitar a lavagem.
Feche a torneira enquanto ensaboa e volte a abri-la apenas para enxaguar.
Ligue a máquina de lavar louça apenas quando estiver completa.




Na lavanderia:
Utilize a lavadora de roupa só quando ela estiver cheia e ligue no máximo três vezes por semana.
Reaproveite a água de chuva ou da máquina para lavar o chão da cozinha, área de serviço e quintal.
Nas áreas externas:
Varra as calçadas para retirar o lixo e use balde em vez de mangueiras.
Molhe as plantas com regador quando o sol estiver mais fraco.
Lave o carro utilizando o balde.
Prefira jardins a áreas cimentadas, favorecendo a infiltração da água no solo.



Manutenção:
Elimine vazamentos.
Troque ou conserte torneiras pingando.
Faça o teste do relógio de água.
Se os ponteiros continuarem rodando sem consumo, é sinal de vazamento.




Fonte:
Boa consciência a todos!

Comentários da Redação

Eu acredito que as pessoas não se importam com o que está acontecendo ao lado delas pois geralmente todos têm a mentalidade de que "aquilo nunca irá acontecer comigo", mas é aí que se enganam. Eu gostaria que as pessoas obtivessem consciência de que o planeta é um local de convívio coletivo e por isso devemos tratá-lo com tal. O que vemos são pessoas ricas, ou com uma mentalidade de "Ser Superior" que faz com que essas pessoas se sintam no direito de usufruir e não ter necessidade de prestar contas à natureza daquilo que está fazendo.
Um dia as coisas irão ficar muito difíceis e aí, os filhos dessas pessoas, os seus filhos e os meus filhos irão pagar o preço por seus pais terem sido tão egoístas e ignorantes. Eu gostaria que isso não acontecesse. Mas infelizmente eu acredito que o que eu quero, o que o Manoel quer não irá se tornar realidade por que nós somos poucos conscientes e não podemos fazer tudo sozinhos. Se a população global não começar a agir agora, daqui 10 ou 15 anos já será tarde demais e aí nós estaremos condenados a viver em um planeta hostil e desagradável, exatamente como a mente da maioria das pessoas.
O próprio ser humano será responsável por sua extinção, assim como tem extinguido outras espécies sem compaixão!

Comentários: Euzebio H. Alves
Editor e Redator do Blog


Editor e Redator: Manoel S. Ferreira
Formado em gestão de RH
Empregado público

Comentar Esta Matéria